quinta-feira, 28 de maio de 2015

Quero ser uma televisão




















Na sala de aula,
a professora pediu aos
seus alunos que fizessem
uma redação e que na
mesma expressassem
o que gostariam que Deus
fizesse por eles.

Já em casa e quando
corrigia as redações
dos seus alunos,
deparou-se com uma que a
deixou muito emocionada.

O marido, nesse momento,
entrou na sala onde ela se
encontrava e vendo-a soluçar
perguntou-lhe:
O que aconteceu?
Ela respondeu-lhe:
Lê – passando-lhe uma
folha de papel.

– É a redação de um
aluno meu.

O marido pegou a folha
de papel que ela lhe
entregara e começou a ler.

“Senhor,
esta noite peço-te
algo de muito especial:
transforma-me
numa televisão!
Quero ocupar
o espaço dela.
Viver como a televisão
da minha casa vive.
Ter um lugar especial
para mim e reunir
a minha família ao redor.

Ser levado a sério
quando falar…
Ser o centro das atenções
e ser escutado sem
interrupções ou perguntas.
Quero receber a mesma atenção
que ela recebe quando
não funciona.

Ter a companhia do meu pai
quando ele chega em casa;
mesmo que esteja cansado.
Que a minha mãe me procure
quando estiver sozinha
e aborrecida,
em vez de me ignorar.
E ainda,
que os meus irmãos “briguem”
para poderem estar
comigo.

Quero sentir que
a minha família
deixa tudo de lado,
de vez em quando,
para passar alguns
momentos comigo.
Por fim,
que eu possa divertir
a todos.

Senhor,
não te peço muito…
só Te peço que me
deixes viver com
intensidade,
o que qualquer
televisão vive.!”

Quando terminou a leitura
o marido virou-se para a
esposa e disse:

Meu Deus,
coitado desse menino.
Que pais ele tem!
A professora olhou bem
nos olhos do marido,
e depois baixou-os,
dizendo num sussurro:
Essa redação pertence
ao nosso filho!

E você?
Será que você se
dedica mais a
televisão do que
a sua família,
e aos seus filhos?
Pense nisso!
melhor, repense,
ou ainda melhor,
continue pensando.
Complicado né?

TEXTO DE: Luís Samuel
ARTE NA FIGURA: Nena Silva
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 31 de Maio de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

quarta-feira, 20 de maio de 2015

PROIBIDO ESTACIONAR


























Bem-aventurado o homem
que não se detém
no caminho dos pecadores.
(Salmo 1:1)

Todo motorista sabe
que não pode estacionar
o automóvel em áreas
sinalizadas
por essa placa.
Se cometer essa infração,
será multado e perderá
pontos em sua carteira
de habilitação.

No curso de nossa
caminhada cristã somos,
muitas vezes,
tentados a estacionar,
não o automóvel,
mas nós mesmos,
em trechos pecaminosos,
a nos determos no caminho
dos pecadores e a nos
assentarmos à roda dos
escarnecedores.

Tal qual ocorre com
certos motoristas,
que dizem que vão
deixar o carro apenas
um minutinho em lugar
onde é proibido estacionar,
por vezes alguém pode alegar
que um deslize sem maiores
consequências vai passar
despercebido e que Deus não
vai leva-lo em consideração.

Ledo engano.
Aí reside o perigo.
Para Deus não há pecados
pequenos e grandes.
E muitas vezes o hábito
das pequenas infrações
termina por levar o infrator
a grandes transgressões.

Da mesma forma que
alguns minutos podem
custar uma multa e perda
de pontos na carteira
de habilitação,
uma mentirinha pode
causar sérios problemas,
alguns goles de bebida
alcoólica podem provocar
desastres fatais,
uma simples troca de
olhar pode levar
à destruição de
um casamento,
etc.

É feliz o que não anda
segundo o conselho
dos ímpios,
não se detém no
caminho dos pecadores
nem se assenta
entre eles.
(Salmo 1.1)

O crente em Jesus Cristo
deve estar atento
para não incorrer
em tais infrações
evitando estacionar
em bebedeiras,
prostituição, mentira,
infidelidade, rancor,
etc.

Uma multa por estacionamento
em local proibido
pode ser paga e,
se o carro for
guinchado,
pode,
mediante pagamento
ser retirado de depósito
do DETRAN,
mas para a alma não
há pagamento de multas
ou retirada do depósito
da morte.

Portanto,
devemos dirigir nossas
vidas conforme
o manual de Deus,
e jamais seremos
considerados infratores
de Sua Lei.

O caminho de Deus
é perfeito,
e a palavra do Senhor
refinada,
e é o escudo de todos
os que nele confiam.
(2 Samuel 22:31)

TEXTO DE: Nerivaldo Lopes
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 24 de Maio de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Sonhos, seiva da vida...























Todos nós, na infância,
temos sonhos:
grandes,
médios ou pequenos.
Mas à medida que
a vida passa,
esses sonhos vão para
as prateleiras da vida.

Depois para a área
de serviço,
até que chegar ao
sótão e ser,
então,
esquecidos.

E os sonhos acabam
se tornando vestígios
de uma época em
que a pessoa
acreditava no mundo
e em sua capacidade
de realização.

Enquanto os
perdedores se acomodam
e pensam que um
sonho é muito para eles,
os campeões se perguntam
o que precisam fazer
para realizá-lo.

Nunca pense que uma
meta não foi feita
para você,
mas sim virtudes
que precisa desenvolver
para conseguir
atingi-la.

Seus sonhos mantêm
aceso o fogo sagrado
em seu coração.

Eles são a seiva
da vida.
Nós envelhecemos
não porque
o tempo passa,
mas principalmente porque
abandonamos
nossos sonhos.

Pessoas de idade
avançada, mas com
grandes ambições,
carregam nos olhos
o brilho da juventude,
pois suas
metas continuam
alimentando sua alma.

É triste olhar para
alguém com 40 ou 50
anos e observar
que está vivendo a
espera da morte.

É frustrante ver
adolescentes precocemente
envelhecidos,
pois em seus corações
já não carregam
mais sonhos.

Para essas pessoas
viver é simplesmente
completar o dia,
completar o mês,
completar o ano.

E é triste constatar
que nosso povo está
deixando de sonhar.
A maioria procura
completar o dia.
Não se
permite imaginar
algo além do que
está vivendo.

Nunca. Nunca.
Nunca Desista.

Acredite Sempre.

TEXTO DE: Roberto Shinyashiki
ARTE NA FIGURA:?
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 17 de Maio de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

sábado, 9 de maio de 2015

Amor de mãe





















Muito se fala a respeito
das mães e do poder
do seu amor.
Um dos casos mais
significativos,
com certeza,
foi o que relatou
a doutora
Elisabeth Kubler-Ros.

No hospital onde trabalhava,
encontrou uma senhora portadora
de uma doença terrível e que
já havia sido internada dez vezes.

Cada vez que passava
um período no centro de
terapia intensiva, todos,
médicos e enfermeiras,
apostavam que ela iria morrer.
Contudo,
após as crises,
melhorava e voltava
para casa.

O pessoal do hospital
não entendia como aquela
mulher continuava resistindo
e não morria.

Então, certo dia,
a senhora enferma
explicou que o seu marido
era esquizofrênico e agredia
o filho mais moço,
então com dezessete anos,
cada vez que tinha um
dos seus ataques.
Ela temia pela vida do filho,
caso ela morresse antes
que o menino alcançasse
a maioridade.

Se morresse,
o marido seria o único
tutor legal do filho.

Ela ficava imaginando
o que aconteceria com
o rapaz nas mãos de um
pai com tal problema.

É por isso que ainda
não posso morrer,
concluiu a pobre
senhora.

O que mantinha
aquela mulher viva,
o que lhe dava forças
para lutar contra a morte,
toda vez que ela se apresentava,
era exatamente o
amor ao filho.

Como deixá-lo
nessas circunstâncias?
Por isso,
ela lutava e lutava
sempre.

A doutora,
observando emocionada
o sofrimento físico e
moral daquela mulher,
resolveu ajudá-la,
providenciando um advogado
para que
aquela mãe,
tão preocupada,
transferisse a custódia
do menino para um
parente mais confiável.
Aliviada,
a paciente deixou
o hospital infinitamente
agradecida por poder
viver em paz o tempo
 que ainda lhe restava.

Agora, afirmou,
quando a morte chegar,
estarei tranquila
e poderei partir.
Ela ainda viveu pouco
mais de um ano,
depois abandonou
o corpo físico, em paz,
quando o momento
chegou.

A história nos faz
recordar de todas as
heroínas anônimas
que se transformam
em mães,
em nome do amor.
Daquelas que trabalham
de sol a sol,
catando papel nas ruas,
trabalhando em
indústrias ou fábricas
e retornam para o lar,
no início da noite para
servir o jantar aos
filhos pequenos.
Supervisionar as lições
da escola,
cantar uma canção
enquanto eles adormecem
em seus braços.

E as mães de portadores
de deficiências física
e mental que dedicam
horas e horas,
todos os dias,
exercitando seus filhos,
conforme a orientação
dos profissionais,
apenas para que eles
consigam andar,
mover-se um pouco,
expressar-se.

Mães anônimas,
heroínas do amor.

Todos nós,
que estamos na Terra,
devemos a nossa
existência a uma
criatura assim.
E quantos de nós
temos ainda que agradecer
o desenvolvimento
intelectual conquistado,
o diploma,
a carreira profissional
de sucesso,
a maturidade emocional,
fruto de anos de dedicação
incomparável.

Quem desfruta
da alegria de ter
ao seu lado sua mãe,
não se esqueça de
honrar lhe os dias com
as flores de gratidão.

Se os dias de velhice
já a alcançaram,
encha-lhe os dias de
alegria.

Acaricie os seus
cabelos nevados
com a ternura das
suas mãos.

Lembre a ela que a
sua vida se enobrece
graças aos seus
exemplos dignos,
os sacrifícios sem conta,
as lágrimas vertidas
dos seus olhos.
E, colhendo o perfume
leve da manhã,
surpreenda-a dizendo:

Bendita sejas sempre,
minha mãe.

TEXTO DE: Procura-se autor
ARTE NA FIGURA: Nena Silva
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 10 de Maio de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

DEUS CUIDA DE VOCÊ
























Você já se
sentiu como se ninguém
ligasse para você?

Talvez você esteja
sentindo isso agora.
Bem,
a boa notícia é que
Jesus liga para você!

Não importa que tipo
de situação você está
enfrentando ou
o que os outros dizem.

Deus está preocupado
com os seus problemas.
E não é só isso;
Deus se interessa
por tudo que diz
respeito a você.

Foi Ele quem criou
você e Ele sabe,
melhor do que você
mesmo,
o que está
atormentando você.

Por isso,
desfaça-se das
suas preocupações
entregando-as a Ele.

Em Filipenses 4:6,
Paulo nos diz para
não nos preocuparmos,
mas que oremos
sobre tudo e,
depois de orar,
que comecemos a
agradecer a Deus
o fato de Ele responder
às orações.

Ele continua e nos
diz que,
depois que
fizermos isso,
Deus vai nos abençoar
com a paz.

Se você precisa de paz
no meio de uma situação,
chegue-se a Deus
em oração.

Olhe com cuidado
as últimas palavras
de 1 Pedro 5:7:
“…Ele cuida de vocês.”

Ele se interessa
por você.
Uma das palavras chave
aqui é esta pequena
preposição de.
Deus se interessa
em seu lugar.
Ele cuida de você.

Por isso,
deixe tudo com Ele.
Ele se sairá muito
melhor essa tarefa
do que você.

Olhe e comprove:
Salmo 50:15;
Salmo 118:6;
Mateus 6:31-32;
Lucas 12:25-26.

Por pior que seja
sua tribulação hoje,
não esqueça,
Deus se preocupa e
cuida de você.

TEXTO DE: Procura-se autor
Fineza nos informar através do e-mail:
mensagem@toninholima.com.br
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 03 de Maio de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

Olhe Ao Redor


























Olhe para todos a seu
redor e veja o que temos
feito de nós.
Não temos amado,
acima de todas as coisas.
Não temos aceito
o que não entendemos
porque não queremos
passar por tolos.

Temos amontoado
coisas,
coisas e coisas,
mas não temos um
ao outro.
Não temos nenhuma
alegria que já não
esteja catalogada.
Temos construído
catedrais,
e ficado do lado
de fora,
pois as catedrais
que nós mesmos
construímos,
tememos que sejam
armadilhas.

Não nos
temos entregue a
nós mesmos,
pois isso
seria o começo de
uma vida larga e
nós a tememos.

Temos evitado cair
de joelhos diante do
primeiro de nós que
por amor diga:
tens medo.

Temos organizado associações
e clubes sorridentes onde
se serve com ou
sem soda.

Temos procurado
nos salvar, mas sem usar
a palavra salvação para não
nos envergonharmos
de ser inocentes.
Não temos usado
a palavra amor para não
termos de reconhecer sua
contextura de ódio,
de ciúme e de tantos
outros contraditórios.

Temos mantido em segredo
a nossa morte para tornar
nossa vida possível.
Muitos de nós fazem arte por
não saber como é a outra coisa.
Temos disfarçado
com falso amor a
nossa indiferença,
sabendo que nossa
indiferença é angústia
disfarçada.

Temos disfarçado com o
pequeno medo o grande
medo maior e por isso
nunca falamos o que
realmente importa.
Falar no que realmente
importa é considerado
uma gafe.

Não temos adorado por termos
a sensata mesquinhez de nos
lembrarmos a tempo dos
falsos deuses.
Não temos sido puros
e ingênuos para não
rirmos de nós mesmos
e para que no fim do
dia possamos dizer
"pelo menos não fui tolo"
e assim não ficarmos
perplexos antes de
apagar a luz.

Temos sorrido em
público do que não sorriríamos
quando ficássemos sozinhos.
Temos chamado de
fraqueza a nossa
candura.

Temo-nos temido um
ao outro,
acima de tudo.
E a tudo isso consideramos
 a vitória nossa de
cada dia.

TEXTO DE: Clarice Lispector
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 26 de Abril de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Tempo de reconhecer






















Não ao desespero sem fundamento,
aquele que vem da falta de
visão ou perspectiva.
Não ao desabamento dos
sonhos que ainda nem cresceram;
não aos que não insistem
e desistem na primeira barreira.

É preciso ter mais do que
um desejo para conquistar.
É preciso ter mais do que
olhos para enxergar além dos outros.

É preciso amar além do
amor banal e carnal,
para perdoar e seguir.
É preciso ter fé que
move montanhas para
fazer sua oração.

Por isso,
diante da dor que
parece não ter fim,
não se deixe abater,
mas viva o luto da perda,
chore a angústia do
não ter, mas se erga,
e diante dos incrédulos
que insistem em
te menosprezar,
mostre o sorriso de
quem já sabe que
vai vencer,
porque a duras penas,
você aprendeu a
sobreviver.
A fazer de cada erro
um aprendizado,
e já sabe se valorizar.

Você já sabe,
que para se levantar,
é preciso RECOMEÇAR!

Acerte o passo e caminhe.
Olhe para o céu e
não desanime.
Não ha barreiras que
a sua determinação
não possa vencer.

Hoje é o dia certo,
feito pra você crescer.

Que assim seja!

TEXTO: Paulo Roberto Gaefke
* * * * *
Texto enviado aos amigos do
"Grupo Mensagem de Domingo"
no dia 19 de Abril de 2.015.
* * * * *
AJUDE-NOS A AJUDAR
Só de clicar nos links
de propagandas
deste blog você ajuda a
Campanha Natal Solidário
que promovemos há 20 anos.